quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Marry me


 

«Maria veio buscar-me à noite e perguntou-me se eu queria casar com ela.»

(Albert Camus, O Estrangeiro)

 

Continuação…

 

Andei um quarto de hora pela sala e finalmente perguntei-lhe se seria para sempre. Disse-me que assim o desejava. Pedi-lhe que aguardasse mais um pouco e fui à arrecadação. De lá trouxe a AK47 há muito esquecida e voltei para junto dela. Parei bem no centro do tapete onde a amei pela primeira vez e pedi-lhe que se juntasse a mim. Assim o fez. Voltei a perguntar-lhe se queria mesmo estar casada comigo para sempre. Respondeu que não tinha a menor dúvida. E pum matei-a. Escorria sangue por toda sala, mas isso não tinha a menor importância, pois agora ela realizara o seu sonho. Para mim, isto sim é casar com romantismo.

 

Katya Figueiredo

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Prova de amor


--- Até onde irias por mim?

---Por ti estou disposta a suicidar-me em chocolate.

Ora aqui está uma grande prova de amor.

Suicidar-me deliciosamente.



Katya Figueiredo

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

FaceBook


Facebook do meu coração

Em ti deposito toda minha emoção

É onde exibo todo o meu look

E às vezes até faço de ti um notebook

Espero sinceramente que nunca me prejudiques,

Mas também não creio que um dia me eduques

Por isso quando tem de ser

Não penso duas vezes e mando-te a m...da

Pois a Katinha aqui ainda não é lerda.

Katya Figueiredo

sábado, 15 de fevereiro de 2014

O Êxtase

E porque sou uma eterna apaixonada, pela vida, pelo mundo, pelo ser humano, pela água que bebo, pelos alimentos, principalmente pelo chocolate vou partilhar convosco este romance de Nicole Jordan.
Ainda não o li, mas parece ser fantástico e bem mimoso, o retrato perfeito de mim;).
Continuação de bom fim- de- semana.
One more. Thank you.
Katya Figueiredo

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Morte

Descobri
que o ser humano
é naturalmente egoísta.


Vive a vida,
mas não se dá por satisfeito,
pois quer viver a morte também.

Para mim,
a morte é exactamente isso;
fim do trajecto.

Katya Figueiredo

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Benfica


É apaixonar-me por ti perdidamente

É fazer de ti minha água, meu alimento e ainda meu oxigénio

É sair correndo pelo mundo fora trajado de vermelho

 e gritar para todos e tudo que te fiz meu

É chamar por ti e correr para ti desenfreadamente

É sofrer contigo em todas as derrotas e ainda assim declarar-te um génio

É vibrar contigo em cada vitória carregando junto o meu velho

É seguir todos os teus passos exibindo a águia no chapéu

É chamar-te Benfica glorioso

Pois por ti estou orgulhoso
Katya Figueiredo