segunda-feira, 30 de junho de 2014

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Pain/Dor

Por vezes não queremos morrer,
apenas sentimos desejo de deixar de viver,por um dia, dois meses, três anos ou o tempo necessário para atenuar a dor.

Katya Figueiredo

terça-feira, 10 de junho de 2014

Escrever,Correr e Viver



Nem só de letras se faz o meu dia. A música é uma constante nas minhas actividades diárias. Hoje vou partilhar a banda que me acompanha nas minhas corridas matinais. Apesar de não perceber "puto" de alemão, esta banda tem um som profundo , a voz do vocalista principal é poderosíssima e os espectáculos deles, bem, adoro.

Para fácil compreensão da letra escolhi essa cantada em espanhol. Aliás, peço imensa desculpa pela linguagem intensa da mesma, mas a vida também é feita de futilidades.
Tenha um bom dia e bom trabalho.
 
 
 

Thank you Rammstein.

 

Katya Figueiredo

terça-feira, 3 de junho de 2014

Iluminação


 



 Estás bem

Sentes- te feliz

E até és uma pessoa certinha

Um dia algo desaba sobre a tua cabeça

E vais-te abaixo

Então reflectes o passado

Concluís que deixaste para trás tanta coisa por fazer

 Umas de que muito te orgulharias

Outras provavelmente se as fizesses te envergonharias

Assalta-te uma necessidade de viver

Sentes que nunca antes permeaste o limite

Arranjas forças sabe-se lá onde,

 Levantas -te, ergues a cabeça e segues em frente

Não delonga, apercebes-te de que para transpor a linha

Precisas lutar contra o mundo. Não resistes a pressão e,

Mais uma vez vais-te abaixo. Entretanto,

 Assombra-te uma energia outrora por ti desconhecida

Sentes-te corajoso, pedes que o mundo te perdoe

Levantas-te novamente, ergues a cabeça e,

 Sem muito ponderar ultrapassas o limite

Obviamente agora achas-te preparado

Ninguém mais te consegue fazer parar.
 
Katya Figueiredo