sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Obrigada e não Volte


 
Boa Noite

Sei que tenho andando ausente do blog, mas tenho tido tanto que fazer que mal tenho tempo para escrever. E depois havia as merecidas férias também, que sem hesitar aproveitei-as da melhor forma.

Verdade se diga, talvez esteja apenas a usar tudo isso como desculpa por ter escrito quase nada durante o verão. Afinal quando queremos de verdade e gostámos de algo, sempre arranjámos tempo para o fazer. É uma questão de organização e gestão de tempo.

Dito tudo isto, fica aqui a promessa de partilhar textos com mais assiduidade.

As minhas mais sinceras desculpas para quem até perde tempo e, ganha qualquer coisa também, a ler as coisas que escrevo. Porque afinal de contas, eu não escrevo por escrever. Além de entreter quem lê, tento sempre passar uma mensagem nas imagens ilustradas e em tudo que escrevo.

 Aliás, deixe-me aqui salientar que, eu não vejo a escrita como entretenimento. Escrever custa e custa muito. Histórias temos todos, agora passá-las para o papel!!! É arte.

Entre folias, sarcasmos e tolices vou cosendo uma bainha de pequenas grandes verdades. Há quem as prefira gritar. Quanto a mim, porque é que tenho de gritar, quando posso- me fazer ouvir no silêncio do deslizar da minha caneta sobre o papel!?

Para terminar com elegância despeço-me, por hoje, com um artista fantástico, dono duma voz doce e poderosíssima. O sempre sweet, sweet, sweet Jeff Buckley.

Bom fim-de-semana

Sem comentários:

Enviar um comentário