terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Pensando em Voz Alta

Há momentos, na vida, que é preciso vivê-los
com a mesma intensidade
com que dançam na nossa imaginação.

 
Continuação de bom dia,
 
Katya Figueiredo

Sem comentários:

Enviar um comentário